Terça-feira, 11 de Março de 2014

Joma Sipe´s ISIS UNVEILED XI (Original Version) - ISIS SEM VÉU XI (Versão Original)

 

Joma Sipe´s ISIS UNVEILED XI (Original Version) - ISIS SEM VÉU XI (Versão Original)

 

JOMA SIPE GOD GEOMETRIZES: GEOMETRIC LIGHT in the writings of Helena Petrovna Blavatsky

Part III - "Isis Unveiled", 2013

Illustrations for the book “Isis Unveiled”

Ilustrações para o livro “Ísis Sem Véu"

Written by H. P. B. (Helena Petrovna Blavatsky) in 1877

UMA SÉRIE DE 20 OBRAS, INSPIRADAS NAS PASSAGENS "GEOMÉTRICAS" DO LIVRO

A SERIES OF 20 PAINTINGS, INSPIRED IN "GEOMETRICAL" PASSAGES FROM THE BOOK

OBRAS ORIGINAIS: quadro original em cartolina preta, caneta dourada e cristais

ORIGINALS WORKS: original painting on black card, with gold ink pen and crystals)

OBRAS ILUMINADAS: Obra “iluminada” com efeitos de Luz em cumputador

ILLUMINATED WORKS: “Illuminated” Painting with Light computer effects

(Dimensão de cada obra – Dimension of each work: 40x30cm)

​​

(Ambas as obras estão disponíveis em posters - Both works prints available in posters)

© Joma Sipe, H. P. B. (Helena Petrovna Blavatsky), 2013/1877

Upasika के सुंदर स्मृति में

www.jomasipe.com/#!joma-sipe-isis-unveiled-2013/coxv

 

 

ISIS UNVEILED XI - "God GEOMETRIZES," said Plato.* "The laws of nature are the thoughts of God;" exclaimed Oërsted, 2,000 years later. "His thoughts are immutable, "repeated the solitary student of Hermetic lore, "therefore it is in the perfect harmony and equilibrium of all things that we must seek the truth." And thus, proceeding from the indivisible unity, he found emanating from it two contrary forces, each acting through the other and producing equilibrium, and the three were but one, the Pythagorean Eternal Monad. The primordial point is a circle; the circle squaring itself from the four cardinal points becomes a quaternary, the perfect square, having, at each of its four angles a letter of the mirific name, the sacred TETRAGRAM. It is the four Buddhas who came and have passed away; the Pythagorean tetractys—absorbed and resolved by the one eternal NO-BEING.

* See Plutarch: "Symposiacs," viii. 2. " Diogenianas began and said: 'Let us admit Plato to the conference and inquire upon what account he says—supposing it to be his sentence—that God always plays the GEOMETER.'' I said: 'This sentence was not plainly set down in any of his books; yet there are good arguments that it is his, and it is very much like his expression.' Tyndares presently subjoined: ' He praises GEOMETRY as a science that takes off men from sensible objects, and makes them apply themselves to the intelligible and Eternal Nature—the contemplation of which is the end of philosophy, as a view of the mysteries of initiation into holy rites.' "

CHAPTER XIII. REALITIES AND ILLUSION. THE SACRED TETRAGRAM. Page 506-507

ISÍS SEM VÉU XI - “Deus GEOMETRIZA”, disse Platão. “As leis da Natureza são os pensamentos de Deus”, exclama Oërsted, há 2.000 anos. “Seus pensamentos são imutáveis”, repetia o estudante solitário da tradição hermética, “é por isso que devemos procurar a Verdade na harmonia e no equilíbrio perfeito de todas as coisas.” E assim, procedendo da unidade indivisível, ele descobre duas forças contrárias, que emanam dela, cada uma agindo sobre a outra e produzindo o equilíbrio, e as três são apenas uma, a Mónada Eterna Pitagórica. O ponto primordial é um círculo; o círculo, quadrando-se a partir dos quatro pontos cardiais, torna-se quaternário, o quadrado perfeito, tendo em cada um de seus quatro ângulos uma letra do nome mirífico, o Tetragrama sagrado. São os quatro Buddhas que vieram e passaram; a Tetraktys pitagórica - absorvida e transformada pelo único NÃO-SER eterno.

* Veja Plutarco: "Symposiacs," viii. 2. "Diogenianas começou e disse:" Vamos admitir Platão para a conferência e saber sobre o que ele diz, supondo que seja a sua sentença, que Deus sempre toca o GEÓMETRO'' Eu disse: 'Esta frase não foi claramente estabeleci em qualquer um de seus livros, ainda que há bons argumentos de que é sua, e é muito parecida com a sua expressão ". Tyndares actualmente subjugado: 'Ele elogia a GEOMETRIA como uma ciência que tira os homens de objetos sensíveis, fá-los aplicar-se à Eterna e inteligível Natureza – a contemplação que é o fim da filosofia, como uma visão dos mistérios da iniciação nos santos rituais."

CAPÍTULO XIII. REALIDADES E ILUSÃO. O TETRAGRAMA SAGRADO., Página 506-507

 

 

 

publicado por l published by Joma Sipe às 08:55
link do post l link of the post | comentar l comment | favorito l favorite
|